Eduardo Paes escolhe Jandira Feghali como secretária de cultura do Rio

RIO DE JANEIRO ¿ Jandira Feghali (PC do B), candidata a prefeitura do Rio de Janeiro derrotada no primeiro turno das eleições, será a futura secretária de Cultura. O anúncio foi feito pelo prefeito eleito do Rio Eduardo Paes (PMDB) nesta quinta-feira, em seu gabinete de transição na Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Redação |

Acordo Ortográfico

Paes anunciara nesta quinta que o coronel Ricardo Pacheco, comandante do 12º BPM (Niterói), havia sido escolhido para dirigir a Guarda Municipal e Carlos Oliveira, titular da Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos, indicado para a Subsecretaria de Ordem Pública, que será comandada por Rodrigo Bethlem.

Trajetória

Jandira, de 50 anos, é formada em medicina e foi baterista da banda Los Panchos na adolescência. Iniciou carreira política em 1981, quando ingressou no quadro do Partido Comunista do Brasil (PC do B). Em 1986, foi eleita deputada estadual constituinte e em 1990, elegeu-se deputada federal, cargo para qual foi reeleita nas eleições de 1994, 1998 e 2002.

Em 2006, foi candidata ao Senado, mas perdeu a vaga para de maneira surpreendente para Francisco Dornelles (PP). Jandira é uma das idealizadoras da Lei Maria da Penha, que protege a mulher contra a violência doméstica e familiar.

Secretários já nomeados

Além de Jandira Feghali, Paes já havia nomeado Pedro Paulo (PSDB) para a Casa Civil, Hans Dohmann como secretário de saúde e gestor da Defesa Civil. Rodrigo Bethlem foi indicado para a recém-criada Secretaria de Ordem Pública, o advogado Fernando dos Santos Dionísio para a Procuradoria-Geral do município.

Alexandre Sansão Fontes será o secretário de transportes. Nesta quarta-feira, foi escolhido Ruy Cezar para cuidar da Secretaria Especial do projeto Rio 2016 e o vice-prefeito eleito, Carlos Alberto Muniz (PMDB), foi nomeado secretário do meio-ambiente.

Leia mais sobre: Eleições 2008 - Rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG