Edmar pede saída de DEM do Conselho por suspeição

O deputado Edmar Moreira (sem partido-MG) apresentou nesta tarde, durante depoimento no Conselho de Ética da Câmara, um requerimento para ser declarada a suspeição dos deputados de DEM que fazem parte do colegiado. Acusado de quebra de decoro parlamentar, Moreira quer que os parlamentares do DEM não participem da investigação e do julgamento no conselho, sob o argumento de que seguem orientação do partido para prejudicá-lo.

Agência Estado |

Edmar foi desfiliado do DEM pouco depois de se candidatar à revelia do partido e ser eleito segundo vice-presidente e corregedor da Câmara, em fevereiro. "Fui sumariamente expulso do partido. Reiteradamente, (os conselheiros do DEM) procuram a imprensa para exigir e adiantar minha condenação. Reproduzem sentimento persecutório do partido contra minha pessoa", sustentou Edmar Moreira.

Como atual corregedor, ACM Neto é integrante nato do conselho, mas se declarou impedido de participar do processo contra Edmar Moreira. A deputada Solange Amaral (DEM-RJ) também é titular. "Vossa Excelência está cumprindo missão do partido, um Harakiri. Respeitosamente, posso colocá-la sob suspeição", disse Edmar a Solange Amaral. A deputada protestou contra os ataques do deputado processado aos parlamentares do DEM.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG