Ecologia e inclusão embalam desfile da Pérola Negra

Fundada há 35 anos, na Vila Madalena, a Pérola Negra nunca conquistou o título da elite do carnaval paulistano. Para mudar esse quadro, a escola decidiu levar para a avenida neste ano o samba-enredo Guiado por Surya, pelos Caminhos da Índia, em Busca da Pérola Sagrada, apostando em duas vertentes: ecologia e inclusão social.

Agência Estado |

"Como vamos falar da Índia, um país em que há uma cultura de muito respeito aos animais, nossas fantasias não vão utilizar nada feito de animal. Não teremos plumas, por exemplo, mas mesmo assim a criatividade do nosso carnavalesco garante que teremos fantasias muito bonitas", afirma o diretor de marketing da escola de samba, Jairo Roizen.

A parte da inclusão social fica por conta dos convites ao ex-jogador de futebol Júlio César, com passagem pelo Corinthians na década de 80, e à segunda colocada no Miss Brasil, Vanessa Vidal - ambos deficientes auditivos. "Queremos mostrar como o samba pode ser um instrumento de inclusão", explica Roizen.

A escola levará à avenida 3.200 integrantes no desfile - o segundo do sábado, com início marcado para as 23h25 -, que contará um pouco sobre a Índia, mas com uma novidade. "O enredo não é especialmente sobre a Índia, mas conta uma história de um personagem que dorme e sonha estar na Índia, onde teria de procurar um tesouro. No fim, ele descobre que o tesouro está no seu coração: o amor à Pérola Negra", explica Roizen. Para falar sobre o país, a escola teve o apoio de empresas ligadas à Índia, que trouxeram ao Brasil a dançarina indiana Umma Sharma e Francisco Martins, presidente do carnaval em Goa - Estado indiano que já pertenceu a Portugal - para dar uma assessoria à escola.

A ideia de falar sobre a Índia não é nova: o enredo estava na gaveta há dois anos. Com a aproximação de empresas indianas, surgiu a ideia de resgatar do tema. Contudo, a crise impediu auxílio financeiro das companhias à escola, que estima investir R$ 1,5 milhão no desfile. O fato de a TV Globo transmitir atualmente a novela "Caminho das Índias" não influenciou a escolha do tema, segundo a diretoria, assim como a escalação da atriz Juliana Alves, a Suellen na mesma trama, como madrinha de bateria. "Foram coincidências. Acho que Ganesh (divindade indiana com quatro braços e a cabeça de elefante) está nos ajudando", brinca Roizen.

Além de Juliana Alves, a escola terá como destaques a modelo Ângela Bismarchi e a rainha de bateria Camila Barbosa, há seis anos com a escola e que veio de Angola, onde mora desde o ano passado, para desfilar. Confira a seguir a letra do samba-enredo, composto por Mydras, Carlinhos, Bola, Ladislau e Michel:

"Guiado por Surya, pelos Caminhos da Índia, em Busca da Pérola Sagrada"

O vento soprou... Aroma
No sonho lindo... Um jardim de alegria
Uma voz soberana me fez viajar
Paraíso de encanto e magia
Pelos caminhos da india - shangrila
A pérola sagrada fui buscar

O símbolo mais puro do amor
Aliança entre o homem e o divino
Trouxe paz, sabedoria
Surya, luz que irradia
Mistério da fé milenar

Cultura pra enriquecer, ao desvendar
Em Goa respirei felicidade
De corpo e alma na esperança de encontrar
E passo a passo, amor

O sol me orientou
Cheguei ao templo do imperador
Senti a mesma paixão
Mas não vi brilhar minha jóia rara
Voltei ao jardim
Aquela voz disse assim

O carnaval vale ouro
E a Índia é inspiração
Encontrei você
No meu coração!

Meu batuque faz a Vila Madalena despertar
A comunidade abraçou
Pérola Negra o meu grande amor

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG