Dutra é acusado de pagar R$ 970 em padaria com cartão

Levantamento feito pelo deputado Índio da Costa (DEM-RJ) em 1,7 mil caixas de documentos que chegaram à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista dos Cartões Corporativos detectou que o ex-ministro das Cidades Olívio Dutra gastou R$ 970,00 em despesas com alimentação em uma padaria sofisticada em Brasília. As três notas fiscais em poder da comissão de inquérito não especificam os produtos comprados - uma é de outubro de 2004 e as outras de março e junho de 2005.

Agência Estado |

No local em que seriam descritos os produtos há uma observação de que aquela nota é em substituição a comprovantes fiscais.

"O cartão corporativo e as contas de suprimento de fundos só podem ser usados para hospedagem e compra de alimentos durante viagens", disse Índio da Costa. Na papelada analisada pelo deputado também foi detectado que ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu abastecia a geladeira de seu gabinete com frutas e queijos frescos.

No dia 18 de maio de 2004, a funcionária Maria Aparecida Braz de Barros enviou para Erisson Cláudio Paiva, coordenador geral de Administração de Palácios em exercício, ofício com "relação de alimentos que o ministro José Dirceu aprecia: leite desnatado, banana prata ou maçã, mamão, queijo frescal (pequeno), manteiga, laranja (para suco) e pão de forma (não torrada)". No e-mail, Maria Aparecida finaliza dizendo que "acredito que podemos manter na geladeira semanalmente uma pequena quantidade, para três lanches semanais".

No dia 1º de outubro de 2004, Maria Aparecida também pede a compra de seis cestas de vime pequenas e três médias, cem forros descartáveis para cestas e 20 jogos americanos para o "serviço de atendimentos nas refeições do ministro José Dirceu". Nos papéis encontrados por Índio da Costa há ainda memorando do dia 25 de maio de 2004, assinado por Fanie Miranda, assessora do gabinete pessoal do presidente da República, pedindo "providências pertinentes" ao secretário de Administração, Romeu Costa Bastos, para "viabilizar lanche para dez pessoas todas as terças-feiras, no período matutino, para reunião que ocorre semanalmente neste gabinete pessoal, sobre a agenda do senhor Presidente da República".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG