Durante manifestação, ônibus é queimado e dois são baleados em São Paulo

SÃO PAULO - Um grupo de manifestantes fechou a avenida Governador Carvalho Pinto, na zona leste de São Paulo, na noite desta quinta-feira, para um protesto, de acordo com informações da Polícia Militar (PM). Ainda segundo a PM, houve troca de tiros, um ônibus foi queimado e outros nove foram atingidos. Na confusão, duas pessoas ficaram feridas.

Redação |

As informações são que o protesto começou por volta das 20h30, quando foram montadas na avenida barricadas com pneus, madeira e lixo.

Quando os policiais chegaram ao local, o primeiro coletivo já estava destruído, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), e havia cerca de 15 pessoas armadas ao redor de um outro espalhando líquido inflamável. Os motoristas dos ônibus foram rendidos.

Os policiais entraram em conflito com os manifestantes e dispersaram o movimento, mas, mesmo após a dispersão, algumas pessoas continuaram jogando pedras e fogos de artifício, de acordo com a SSP.

Pelo que consta no boletim de ocorrência, o motorista do ônibus queimado disse que os próprios agressores roubaram e atiraram dentro do coletivo, atingindo um adolescente.

A SSP informou que, nas buscas para localizar os envolvidos, a polícia apreendeu um menor de idade que carregava 9 cartuchos de calibre 32 nos bolsos.

Leia mais sobre: protesto

    Leia tudo sobre: protesto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG