Duque arquiva 2 ações do PSOL, contra Sarney e Renan

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), decidiu pelo arquivamento de duas representações apresentadas pelo PSOL, uma contra o ex-presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) e outra contra o atual presidente José Sarney (PMDB-AP). Ambas as representações acusavam os senadores peemedebistas pela edição de atos secretos do Senado.

Agência Estado |

O despacho que o presidente do Conselho deu para as duas representações é igual. Duque alega que não foi anexado na representação "nenhum documento de qualquer espécie e, não bastasse isso, todas as informações contidas são notícias de jornal".

Paulo Duque usou o mesmo argumento para arquivar as três denúncias de autoria do líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM). "O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar não pode ser utilizado como instrumento para aparelhar denúncias vazias, com mera pretensão eleitoral, baseadas apenas em recortes de jornal, cuja fonte e intenção ninguém sabe qual é", diz o despacho do senador.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG