Dudu Nobre acusa funcionários de empresa de racismo

O músico Dudu Nobre e a mulher dele, a dançarina Adriana Bombom, registraram queixa na Polícia Federal (PF) do Aeroporto Tom Jobim, no Rio de Janeiro, por suposta agressão e injúria racial cometida por comissários da empresa American Airlines, ontem. Durante o vôo 951 - Nova York/São Paulo/Rio -, o casal, que estava acompanhado das duas filhas, teria sido chamado de burro, idiota e sido alvo de imitações de macaco.

Agência Estado |

Eles ainda acusam o empregado da companhia de ter agredido fisicamente um amigo do casal.

O cantor Dudu Nobre
O cantor Dudu Nobre
Dudu contou que o mal-estar começou no início da viagem, quando Adriana teve dificuldades para abrir a porta do banheiro do avião e pediu ajuda a uma comissária da primeira classe. Nesse momento, a funcionária teria chamado Adriana Bombom de "stupid" (estúpida, em inglês). "Falei para ela deixar quieto, porque a viagem seria longa. Mas enquanto eu dormia, um comissário parou do meu lado e começou a fazer movimentos, imitando um macaco. A Adriana viu. Ainda assim não criamos confusão", afirmou Dudu.

A discussão ganhou maiores proporções quando o casal deixava o avião. Dudu saiu à frente com as duas filhas, de 5 e 6 anos, e Adriana veio atrás. "Ao sair, ela disse que deveriam tratar com mais respeito os passageiros e o comissário passou a chamá-la de babaca e idiota. Meu amigo foi defendê-la e esse funcionário, Carlos, cravou uma caneta no ombro dele", disse o músico.

De acordo ele, o comissário parecia transtornado. "Quando voltei para ver o que estava acontecendo, ele estava em posição de luta, como se fosse dar um soco. Uma pessoa completamente despreparada." Para não perder a conexão para o Rio, o casal preferiu registrar a queixa na delegacia da PF no Aeroporto Tom Jobim. O amigo do casal, o produtor de eventos Júnior, foi encaminhado para exame de corpo de delito.
Marcos Faber
Adriana Bombom
Adriana Bombom


Em nota assinada pelo diretor comercial da American Airlines, Dilson Verçoza Jr., a companhia informa que abriu investigação interna para "saber o que realmente aconteceu". Segundo o texto, o casal não fez "nenhuma reclamação oficial diretamente à companhia", que só soube do episódio hoje, "pelos jornais".

    Leia tudo sobre: racismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG