Dubai Media confirma desaparecimento de jornalista em Teerã

A Dubai Media Corporation (DMC), entidade que dirige os meios de comunicação do emirado de Dubai, confirmou nesta segunda-feira o desaparecimento de um jornalista da Dubai TV em Teerã, e destacou que ele não estava em missão quando o contato foi perdido.

AFP |

Mas um colega de trabalho declarou à AFP que Reza al-Basha, um sírio de 27 anos, desapareceu no domingo em Teerã quando cobria as manifestações da oposição.

Um dos diretores da DMC, Ahmed Abdallah al-Sheikh, afirmou que o contato com o jornalista, que colabora há um ano com o grupo, foi perdido quando Basha estava perto de casa em Teerã e não estava trabalhando no momento.

Ele disse ainda que a DMC está em contato com as autoridades iranianas para tentar localizar o jornalista.

As autoridades iranianas proíbem, a princípio, a cobertura de jornalistas que trabalham para a imprensa estrangeira nas manifestações da oposição. Mas os protestos de domingo, que não haviam sido anunciados, aconteceram simultaneamente em vários pontos da capital de modo paralelo às procissões de celebração da festa xiita da Ashura, sobre as quais a imprensa internacional informa habitualmente.

Um jornalista da AFP foi detido em 4 de novembro quando estava em uma área onde acontecia uma manifestação oficial autorizada, perto da qual teve início um protesto de opositores. O repórter foi liberado após quatro dias de detenção.

mh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG