Duas mulheres morrem após endoscopia em SC

Uma adolescente está internada em estado grave e outras quatro mulheres também passaram mal durante o procedimento

Agência Estado |

Duas mulheres, de 54 e 60 anos, morreram, na tarde de sexta-feira, depois de passarem por uma endoscopia em uma clínica particular de Joaçaba, a 370 km de Florianópolis, em Santa Catarina. As mulheres tiveram uma parada cardiorrespiratória na sala de recuperação.

Outras cinco pessoas também passaram mal depois do procedimento. Uma adolescente de 15 anos está internada em estado grave no Hospital de Joaçaba. Os outros quatro pacientes estão em observação e não correm risco de morte.

Segundo o delegado Maurício Pretto, responsável pela investigação do caso, todos os medicamentos usados no procedimento foram apreendidos e passarão por uma perícia. As possíveis causas, apontadas pelo delegado, podem ser a contaminação do produto para a assepsia do aparelho usado na endoscopia, a xilocaína da anestesia ou algum erro médico.

O gastroenterologista Denis Conci Braga, proprietário da clínica e responsável pelas cirurgias, foi preso em flagrante e autuado por homicídio culposo (sem a intenção de matar), de acordo com a Polícia Civil. Ele pagou fiança de R$ 2.500 e vai responder em liberdade.

    Leia tudo sobre: endoscopiaSanta Catarinamortemulheres

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG