Duas mil crianças morrem por ano em acidentes de trânsito

SÃO PAULO - O trânsito é presença constante na lista dos principais problemas das grandes cidades. Apesar disso, grande parte da atenção fica voltada somente para os quilômetros de congestionamentos e em como acabar com eles.

Agência Estado |

Com isso, um número importante quase passa despercebido: todos os anos, mais de 2 mil crianças morrem no Brasil vítimas de atropelamentos, colisões entre carros ou atingidas quando andam de bicicletas. Essa é uma das razões pela qual a semana do trânsito deste ano - 18 a 25 deste mês - tenha como tema A Criança e o Trânsito.

Um estudo da organização não-governamental (ONG) Criança Segura, com base em dados do Ministério da Saúde, mostra que o trânsito é responsável por 40% das mortes por causas externas (as que não são decorrentes de doenças) de crianças e adolescentes de até 14 anos. Há sete anos, o número de crianças vítimas fatais tem caído, mas em um ritmo lento. Em nenhum ano a redução foi superior a 7%. Em 2006, ano do último levantamento, 2.062 crianças morreram nas ruas e estradas de todo País.

Os atropelamentos são a principal causa de mortes de crianças no trânsito, respondendo por 48% dos acidentes fatais. O número de meninos vítimas desses acidentes é praticamente o dobro do de meninas e a faixa etária mais atingida é entre 11 e 14 anos. "Os meninos brincam mais pelas ruas, correndo, jogando futebol ou empinando pipa. Por isso, eles são mais vulneráveis que as meninas", diz a coordenadora nacional da Criança Segura, Luciana Reilly. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais sobre: acidentes de trânsito

    Leia tudo sobre: transito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG