Drogas e prisão de políticos marcam debate no Rio

No primeiro debate de TV da eleição carioca, os candidatos do PMDB, Eduardo Paes, e do PV, Fernando Gabeira, tiveram discussões tensas em torno de temas como a prisão de políticos peemedebistas e a legalização das drogas, antiga bandeira do deputado verde. Paes associou Gabeira ao prefeito Cesar Maia, do DEM, que manifestou apoio ao PV no segundo turno, enquanto Gabeira ironizou o fato de o adversário, quando estava no PSDB, ter sido um ferrenho adversário do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e agora buscar o apoio do petista.

Agência Estado |

O debate foi promovido pela Rede Bandeirantes.

"Várias pessoas de seu partido estão na cadeia", disse Gabeira, ao citar a prisão do ex-secretário de Saúde do Estado Gilson Cantarino, suspeito de integrar um esquema de desvio de recursos durante os governos de Anthony Garotinho e sua mulher, Rosinha. Cantarino já foi solto e garante não ter nenhuma ligação com os desvios. "Não há ninguém do PMDB que me apóia que está na cadeia", reagiu Paes.

Ao responder a uma pergunta de Gabeira sobre segurança pública, Paes enfatizou a defesa de legalização das drogas feita pelo candidato do PV durante muitos anos: "nossa visão é que tem que combater a droga e o candidato Gabeira tem visão diferente". Gabeira respondeu dizendo que "foi condecorado pelo governo Lula - de que o senhor tanto busca o apoio -, pelo destaque na busca por uma política adequada de drogas". Em outro momento, Paes disse que o governador Sérgio Cabral, seu padrinho político, propôs um debate sobre o combate às drogas, "o que é muito diferente de fazer apologia da droga".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG