DreamWorks e Universal rompem acordo de distribuição de filmes

Los Angeles (EUA.), 6 fev (EFE).

EFE |

- A produtora DreamWorks, fundada pelo diretor Steven Spielberg, rompeu negociações para a distribuição de seus filmes com o estúdio Universal Pictures e poderia fechar um acordo com a Disney, informou hoje a imprensa americana.

Veículos de comunicação dos Estados Unidos asseguraram que as conversas se encontram em estágio avançado, e que a DreamWorks acredita que assinará com a Disney um acordo durante o fim de semana.

Após se separar da Paramount, em 2008, a DreamWorks anunciou a criação de um estúdio independente em associação com o grupo indiano Reliance Big Entertainment, que ficará encarregado de financiar a metade do projeto, com US$ 500 milhões.

O plano segue em andamento, embora as dificuldades enfrentadas pela DreamWorks para conseguir os recursos necessários devido à escassez de crédito no mercado tenha levado a empresa a replanejar sua estratégia.

A Universal Pictures e DreamWorks tinham chegado a um princípio de acordo em outubro pelo qual o estúdio onde Spielberg trabalhou desde 1967 e rodou filmes como "Parque dos Dinossauros" ou "Tubarão" fossem os encarregados de distribuir os seis próximos longas-metragens com o selo do cineasta.

No entanto, segundo a imprensa especializada, a DreamWorks decidiu fazer novas exigências na última etapa da negociação, como o envolvimento financeiro do Universal em suas próximas produções, o que significou o fim das conversas.

"O Universal concluiu as discussões com a DreamWorks para um acordo de distribuição. Durante as últimas semanas, a DreamWorks exigiu mudanças materiais nos termos antes aceitos. Está claro que do que a DreamWorks precisa e os interesses do Universal não coincidem", diz um comunicado divulgado hoje pelo estúdio.

"Desejamos sorte em sua busca de recursos e distribuidor para seus futuros projetos", concluiu a nota.

O acordo com a Disney incluiria um envolvimento econômico do estúdio no financiamento e na produção dos seis próximos filmes da DreamWorks. EFE fmx/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG