Já chega a 30 horas o drama de uma mulher mantida refém pelo ex-marido no bairro de Guajuvira, na cidade gaúcha de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre.

Inconformado com o fim do casamento, o vigilante Rodrigo Luciano Luz foi, armado, até a casa da ex-mulher Josiane Pontes, de 29 anos, no final da noite de sexta-feira e resolveu fazê-la refém.

Os filhos do casal também estavam em posse de Rodrigo, mas acabaram liberados no início da manhã de sábado.

A casa está cercada por cerca de 20 agentes do 15º Batalhão da Brigada Militar (BM, a Polícia Militar gaúcha) e do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), sob o comando do major Gerson Dias Gomes. A intenção dos policiais é vencer o vigilante, de 32 anos, pelo cansaço. Os contatos são feitos por celular.

Na noite de sábado, Rodrigo chegou a dizer que iria se entregar, mas desistiu. Uma advogada e um psiquiatra do vigilante também foram até o local a pedido do agressor, mas as negociações não avançaram.

Leia mais sobre reféns

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.