Doula: o anjo da guarda das parturientes

Doula: o anjo da guarda das parturientes Por Adriana Bifulco São Paulo, 08 (AE) - Antigamente as mulheres davam à luz em casa, com a assistência de suas mães, irmãs ou vizinhas. Hoje o parto é realizado nos hospitais onde tanto o ambiente como a presença dos integrantes da equipe médica algumas vezes fazem com que a parturiente sinta-se mais nervosa e insegura.

Agência Estado |

Para amenizar essa situação é que existe o trabalho da doula (em grego, significa "mulher que serve").

É ela quem vai orientar o casal sobre o que esperar do parto e do pós-parto. A doula explica os procedimentos que serão realizados no centro cirúrgico e ajuda a gestante a se preparar física e emocionalmente para dar à luz. "Se ela tiver sede dou-lhe água, se surgirem dores faço massagem, se estiver nervosa eu a ajudo a manter a calma. Eu cuido das necessidades físicas, emocionais e espirituais dela", diz a doula Ana Cris Duarte.

"Mas muitas mulheres não sabem que existe esse trabalho", lamenta a psicóloga, psicanalista e mestre em Psicologia pela USP Vera Iaconelli, que explica como é realizado o trabalho da doula.

"No dia do parto a parturiente liga para a doula, que pode ir até à casa da cliente ou ao hospital. Ela fica o tempo integral com a mulher dando-lhe feedback do que está se passando, dá apoio emocional ao marido e depois que o bebê nasce visita a nova família, dando orientações sobre a recuperação, a amamentação e os cuidados com o bebê".

Segundo pesquisas, a atuação da doula no parto pode diminuir em 50% as taxas de cesárea, em 20% a duração do trabalho de parto, em 60% os pedidos de anestesia, em 40% o uso de oxitocina e em 40% o uso de fórceps.

BOXE 1: COMO É AGENDADO O TRABALHO
Segundo Ana Cris Duarte, a gestante pode escolher sua doula através do site www.doulas.com.br. São marcadas reuniões semanais, durante as quais ela fará toda a preparação para o parto (opções de parto, como pode ser o pré-natal e os hospitais onde a mulher poderá ter seu bebê).

"O tempo de acompanhamento realizado pela doula também é combinado nos primeiros encontros, quando ela conhece o marido da gestante, o médico dela e sua família", diz Vera Iaconelli. "Após o parto a doula pode fazer uma ou duas visitas à nova mamãe ou ambas podem estabelecer um período maior", afirma Vera.

O preço desse tipo de acompanhamento custa a partir de 300 reais.

BOXE 2: QUAIS NÃO SÃO AS FUNÇÕES DA DOULA
A doula não executa qualquer procedimento médico e, portanto, não substitui qualquer dos profissionais tradicionalmente envolvidos em um parto. Ela também não discute procedimentos com os profissionais ou questiona suas decisões.

Seu trabalho é cuidar da parturiente e orientar como o marido pode ajudá-la e confortá-la, indicando-lhe melhores pontos de massagem e formas de ele prestar apoio à mulher na hora da expulsão.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG