O governo publicou hoje no Diário Oficial da União a exoneração a pedido de Ricardo Tosto da função de membro do Conselho de Administração do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Tosto era representante da Força Sindical no Conselho, e é suspeito de integrar esquema de cobrança de propina para liberar financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Ele pediu afastamento do cargo, depois de deflagrada a Operação Santa Tereza, da Polícia Federal, na qual foram presas 10 pessoas, entre elas Ricardo Tosto, que foi solto em seguida, mas continua sendo investigado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.