Doses de remédios com paracetamol devem ser reduzidas, afirma FDA

Doses de Tylenol e outros analgésicos que contêm paracetamol devem ser reduzidas por causa de preocupações com danos à saúde, afirmou um painel de médicos especialistas à Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos. O painel de especialistas decidiu, por 21 votos contra 16, recomendar que a dose diária máxima de paracetamol - uma substância encontrada em analgésicos como Tylenol e Excedrin e em muitos remédios para tosse, como NyQuil e Theraflu - seja reduzida de 4.

Agência Estado |

000 miligramas para 2.600 miligramas.

No Brasil, a recomendação máxima é de 4.000 miligramas em 24 horas, de acordo com a bula do Tylenol. Os especialistas disseram, porém, que são contra a limitação da quantidade de paracetamol que pode ser vendida em cada embalagem A substância pode ser encontrada em garrafas com 1 mil comprimidos em lojas como a Costco Wholsale, nos EUA.

"Acho que precisamos transmitir a mensagem de que existe um problema com esse medicamento", afirmou Winifred A. Landis, membro do painel. A farmacêutica defendeu que a FDA estude qual o tamanho das embalagens de Tylenol e outros produtos que contêm paracetamol que podem ser vendidos em lojas que não sejam farmácias. Cerca de 100 pessoas morrem anualmente por causa de overdoses acidentais de paracetamol.

A FDA diz que a substância é segura se tomada dentro dos níveis recomendados. No entanto, como o paracetamol está presente em diversos medicamentos contra dor, febre e tosse, muitas pessoas não percebem que estão tomando vários remédios que contêm o mesmo ingrediente. As informações são da Dow Jones.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG