Dor de cabeça crônica afeta mais filhos de fumantes, diz pesquisa

A cefaleia (dor de cabeça) crônica em crianças em idade escolar pode estar associada ao tabagismo materno durante a gestação. É a conclusão de uma pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP), com crianças nascidas na cidade em 1994 e em São Luís (MA) entre 1996 e 1997.

Agência Estado |

Participaram dessa pesquisa 1.629 crianças (metade delas de cada cidade).

Dos filhos das mães fumantes, 1.592 responderam se tinham ou não cefaleia crônica. Os dados indicaram que 28,4% das crianças em Ribeirão e 13,2% em São Luís sofriam de dor de cabeça. Das mães de Ribeirão, 10,4% fumaram mais de dez cigarros por dia e 8,7%, de um a nove. Em São Luís, a taxa foi de 2,6% para as duas situações.

O estudo consiste na tese de doutorado do enfermeiro Carlos Eduardo Fabbri. Para o trabalho, ele usou dados de um projeto temático sobre o desenvolvimento de crianças das duas cidades. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG