O microempresário Aparecido Florêncio da Silva, de 45 anos, dono da Academia Chulapa e Cia, em Sorocaba, a 90 quilômetros da capital paulista, foi preso ontem acusado de aplicar anabolizantes e outras substâncias proibidas nos próprios alunos para aumento da massa muscular, segundo reportagem exibida ontem pelo Jornal da Globo.

Por meio de denúncia anônima, os policiais conseguiram colocar uma câmera escondida na academia e gravar as imagens do acusado injetando as drogas nos alunos interessados em resultados mais rápidos e com menos esforço físico.

Florêncio foi preso em flagrante no próprio local de trabalho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.