Depois de se passar por religiosa para furtar cartões bancários de uma mulher de 81 anos, uma empregada doméstica de 51 anos foi presa ao ser reconhecida pela vítima quando tentava fazer um saque em uma agência bancária em Suzano, na Grande São Paulo, na manhã de ontem. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a doméstica é foragida da Justiça e tentou subornar policiais militares no momento em que foi detida.

A suspeita foi até a casa da vítima na tarde da quarta-feira, disse pertencer a uma igreja e se ofereceu para fazer uma oração. Depois que a doméstica havia ido embora, a idosa notou a falta de cinco cartões bancários, um pingente dourado, R$ 120 e uma agenda que estavam na sua bolsa.

Na manhã seguinte, a vítima foi até a agência da qual é correntista e viu a suspeita utilizando dois dos cartões furtados. A doméstica, que teria jogado os cartões na rua, saiu correndo mas foi detida por pedestres até a chegada da PM.

A doméstica estava sem documentos. Conforme a SSP, na Delegacia de Suzano, ela chegou a passar dois nomes falsos antes de ser identificada por meio das impressões digitais. Na casa da acusada foi apreendido o restante dos objetos furtados da aposentada.

Ainda de acordo com informações da SSP, a doméstica chamou um PM enquanto aguardava na delegacia e ofereceu R$ 20 mil para escapar do flagrante. Além de ser procurada, ela acabou presa por furto qualificado e corrupção ativa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.