Dois presos morreram durante rebelião no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto ontem. De acordo com representantes da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), outros 18 detentos ficaram feridos.

O motim começou às 13h30 e terminou às 23h30 de sexta-feira, com a entrada da Tropa de Choque no prédio. Um agente penitenciário foi mantido como refém. Os detentos reclamam da superlotação do presídio que tem capacidade para 768 pessoas e abriga 1,1 mil. De acordo com a PM, cinco pavilhões foram destruídos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.