Dois PMs morrem após helicóptero ser atingido em favela do Rio

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Dois policiais militares morreram neste sábado depois que o helicóptero em que sobrevoavam uma favela do Rio de Janeiro foi atingido por disparos de criminosos e foi obrigado a fazer um pouso forçado num campo de futebol, informou a polícia. Os suspeitos traficantes do Morro dos Macacos acertaram tiros na hélice da aeronave, que tinha seis pessoas a bordo, informou a assessoria de imprensa da Polícia Militar. Os outros quatro tripulantes ficaram feridos, um deles com queimaduras graves, segundo a PM.

Reuters |

"O helicóptero foi atingido por criminosos e o piloto fez um pouso forçado num campo de futebol", disse à Reuters o major Oderlei Santos, da Polícia Militar.

A Polícia Militar ainda não tinha informações sobre se os policiais haviam sido mortos por conta do incêndio que ocorreu no helicóptero ou se foram baleados pelo traficantes.

Os PMs participavam de uma operação no Morros do Macacos, localizado na zona norte do Rio de Janeiro, quando o helicóptero em que estavam foi atingido.

(Reportagem de Eduardo Simões)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG