Dois municípios gaúchos voltam às urnas neste domingo

Passados seis meses desde as eleições municipais, os municípios gaúchos de Barros Cassal e Presidente Lucena elegerão novos prefeitos neste domingo. Por decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), os candidatos mais votados em 2008 foram impedidos de assumir por terem cometido irregularidades em mandatos municipais ou durante a campanha.

Agência Estado |

As eleições suplementares levarão cerca de 11 mil eleitores às urnas, 9.129 em Barros Cassal e 1.908 em Presidente Lucena. Nos dois municípios, mais de 50% dos votos válidos em outubro de 2008 foram anulados pela Justiça, o que impede que outro candidato mais votado assuma o cargo.

Em Barros Cassal, município a 256 quilômetros de Porto Alegre, o TRE cassou o registro de campanha do vencedor, Jovelino Francisco Zago (PMDB), e também do segundo colocado na disputa, Adelar Jandrey Soares (PP). Neste domingo, os dois partidos voltam a se enfrentar com o peemedebista Ivo Francisco Fachi e o pepebista Nilton Guterres dos Santos.

Em Presidente Lucena, o candidato mais votado em outubro, Baltasar Hansen (PDT), volta a concorrer. A Justiça Federal negou a posse do pedetista por identificar irregularidades na candidatura do seu vice-prefeito, Carlos Henrique Schiesser (PSDB). A Justiça Eleitoral acusa o tucano de ter desviado verbas públicas quando foi vice-prefeito do município, em 2002. Hansen foi alertado pelo TRE-RS de que poderia ter a candidatura anulada caso participasse da disputa com o vice tucano, mas insistiu na chapa. Com o respaldo dos três partidos mais fortes no município (PDT, PT e PSDB), Hansen disputará o cargo com a oposicionista do PMDB Maria Beatris Weber.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG