Dois homens são presos transportando irregularmente 400 aves no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO ¿ Dois homens foram presos na madrugada desta segunda-feira, suspeitos de transportar irregularmente cerca de 400 aves ameaçadas de extinção. A ação ocorreu no quilômetro 530 na rodovia Rio-Santos, altura de Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro.

Redação |

Acordo Ortográfico

Edson Cruz Laia, de 30 anos, condutor do Monza cinza, foi abordado por volta das 2h, durante operação de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF), quando ia de Paraty para o Rio. Após busca no interior do veículo, os agentes encontraram os pássaros de espécie conhecida como pixoxó ou chancão. Os animais são típicos da Mata Atlântica e estão sob perigo de extinção. Laia estava acompanhado por Carlos Fabiano Ramiro, de 28 anos.

PRF
PRF

Aves estavam em más condições e algumas já haviam morrido

Segundo a assessoria de imprensa da PRF, os homens levariam as aves para serem vendidas em feiras na cidade do Rio, mas não disseram exatamente em que lugar.

Ainda de acordo com a PRF, eles serão indiciados por crime ambiental (que é inafiançável) e receptação dolosa. Se condenados, a sentença pode chegar a oito anos de prisão. O fato de as aves estarem em péssimas condições e algumas estarem mortas pode ser um agravante para determinar a pena.

Os animais foram levados para o Ibama de Paraty.

Leia mais sobre: crime ambiental

    Leia tudo sobre: avescrime ambientalinspeção veicularmortespresosprfrio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG