Dois funcionários da Infraero serão indiciados por acidente da TAM

SÃO PAULO - Dois funcionários da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), Agnaldo Molina Esteves e Esdras Ramos, foram intimados a comparecer ao 15º Distrito Policial, nesta segunda-feira, no Itaim Bibi, porém já enviaram documentos para dizer que não vão comparecer ao local, de acordo com o delegado titular do 15º DP, Dr. Antônio Carlos Menezes Barbosa.

Redação com Agência Estado |

    Acordo Ortográfico

    O delegado afirmou que eles enviaram uma petição à delegacia, justificando a ausência. Um deles está em Recife e disse que a volta esta prevista apenas para o dia 28 de novembro. O outro alegou estar doente e enviou um atestado médico.

    Barbosa disse que ainda não marcou uma nova data para os funcionários se apresentarem. Quando eles comparecerem ao DP, serão os primeiros indiciados formalmente pelo acidente com o Airbus A320 da TAM, em julho de 2007, no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo.

    A ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Denise Abreu só não foi indiciada hoje, segundo a Secretaria de Segurança Pública, pois está fora da cidade e deve retornar apenas no dia 27, de acordo com seu advogado.

    Além dos já citados, foram indiciados também o brigadeiro José Carlos Pereira, ex-presidente da Infraero, Milton Zuanazzi, ex-presidente da Anac, Luiz Miyada, Jorge Luiz Brito Veloso e Marcos Tancredo Marques Santos, superintendentes de segurança operacional da Anac, Luiz Miyada, também superintendente da Anac, Marco Aurélio Miranda e Castro, diretor de segurança de voo da TAM e Abdel Salam, ex-gerente de engenharia operacional da TAM.

    Leia mais sobre: acidente da TAM

      Leia tudo sobre: acidente da tamanaccongonhasinfraerosão paulotam

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG