Dois deputados estaduais de Alagoas são presos por suspeita de homicídio

MACEIÓ ¿ Operação conjunta das polícias Federal e Civil de Alagoas prendeu, nesta sexta-feira, dois deputados estaduais acusados de envolvimento com crimes de pistolagem. Uma fonte da PF disse que há pelo menos 30 homicídios ligados e eles.

Redação |

Foram detidos o ex-presidente da Assembléia Legislativa do Estado Antônio Albuquerque (sem partido) e o parlamentar Cícero Ferro (PMN). Um terceiro deputado, João Beltrão (PMN), está sendo procurado pelos agentes. Ao todo, são cumpridos dez mandados de prisão e de busca e apreensão.

Os três estavam afastados de suas funções políticas, pois foram indiciados em dezembro do ano passado por corrupção, peculato e formação de quadrilha na Operação Taturana da Polícia Federal. Eles foram acusados de participar de um esquema de fraude na folha de pagamentos da Assembléia Legislativa e de pagarem empréstimos com verbas públicas. De acordo com a assessoria da PF, as atividades geraram um rombo de cerca de R$ 300 milhões aos cofres públicos.

Nesta manhã, antes de ser encaminhado à carceragem da superintendência, Antônio Albuquerque realizou exame de corpo de delito.

Segundo a PF, além de João Beltrão, que ainda não foi localizado, outras sete pessoas ¿ nenhuma delas com cargos políticos ¿ estão sendo procuradas. Os mandados de prisão foram expedidos pela 17ª Vara Criminal de Alagoas. Cerca de 30 homens da PF estão participando da operação.

Leia mais sobre: PF

    Leia tudo sobre: pf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG