SÃO PAULO ¿ A devoção ao Evangelho une duas centenas de prisioneiros e 30 guardas em uma igreja transformada em prisão. São as cenas fortes do documentário Unidade 25, dirigido pelo argentino Alejo Hojiman, que abre hoje a 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, festival que projeta em primeiro plano a questão da dignidade humana, no CineSesc, em São Paulo.

Divulgação

"Unidade 25", de Alejo Hojiman, retrata prisão transformada em igreja na Argentina

Até domingo, serão exibidos 39 filmes de dez países sul-americanos, com destaque para aqueles dirigidos por pesos pesados nacionais, como "Garapa", do premiado José Padilha, e "À Margem do Lixo", nova investigação de Evaldo Mocarzel. O primeiro acompanha a terrível trajetória de uma família que vive na zona rural do Ceará e, para enganar o estômago, sobrevive à base de uma prosaica mistura de água morna e açúcar. Já o segundo acompanha a rotina de vida dos catadores de papel e materiais recicláveis na cidade de São Paulo. Com esse filme, Mocarzel acrescenta a terceira parte de uma tetralogia iniciada com "À Margem da Imagem" e "À Margem do Concreto".

Além dos consagrados, a mostra é também um manancial para boas descobertas. Como o já falado "Unidade 25": o filme acompanha a transferência do jovem Simón Pedro para a tal penitenciária, a única que funciona como igreja na América Latina. Lá, o ambiente é limpo e as pessoas se respeitam. O custo, no entanto, é espiritual: os encarcerados são obrigados a se converterem ao mais fundamentalista dos evangelismos através de uma extenuante doutrinação religiosa. Ou seja, transformam-se em prisioneiros espirituais.

E a mostra não conta apenas com trabalhos de diretores latinos ¿ o longa "Histórias de Direitos Humanos" apresenta 22 episódios de três minutos cada, assinados pelo argentino Pablo Trapero (do longa "Leonera"), o chinês Jia Zhang Ke ("Still Life"), o tailandês Apichatpong Weerasethakul ("Tropical Malady") e o realizador de Burkina Faso Idrissa Ouédraogo ("África, Minha África"), além da dupla brasileira Walter Salles e Daniela Thomas. Além de São Paulo, a 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul viaja nas próximas semanas por 15 capitais brasileiras.

Serviço ¿ 4ª Mostra de Direitos Humanos na América do Sul
São Paulo, de 05 a 11 de outubro de 2009
Cinesesc (Augusta, 2075) e Cinemateca Brasileira (Largo Senador Raul Cardoso, 207)
Entrada franca
Programação: no site oficial

Leia mais sobre cinema

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.