Dobram casos suspeitos de gripe H1N1 no Brasil

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O número de pessoas com suspeita de ter o novo vírus da gripe no Brasil subiu para 14 neste sábado, segundo o Ministério da Saúde. Seis dos casos suspeitos estão em São Paulo, quatro no Rio de Janeiro, três em Minas Gerais e um está sendo acompanhado no Espírito Santo. De acordo com o ministério, outros 37 casos estão sendo monitorados em 16 Estados.

Reuters |

Segundo balanço do governo na sexta-feira, sete casos estavam sendo considerados suspeitos e outros 41 eram investigados em 14 Estados.

Para ampliar a vigilância de circulação do vírus no país, o governo decidiu alterar a definição de caso suspeito. A medida foi tomada devido à ampliação da lista de países com confirmações de casos da doença, que ficou conhecida como "gripe suína".

"De acordo com as novas regras, passam a ser consideradas suspeitas de ter a doença pessoas provenientes de qualquer área dos países com confirmação de casos e que apresentem os sintomas da Influenza A (H1N1) ou que tenham tido contato próximo com pessoas infectadas", informou em nota o ministério. Até sexta, estavam nessa categoria os que vinham apenas de áreas afetadas de países com casos confirmados.

Os casos considerados em monitoramento também sofreram alterações e passam a ser investigadas as pessoas com sintomas, mesmo que sejam provenientes de países não afetados pela gripe nos últimos dez dias.

O Ministério da Saúde informou também que 38 casos que estavam sendo monitorados na sexta-feira já foram descartados.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), que passou a denominar oficialmente a doença como "influenza A (H1N1)", divulgou neste sábado que 15 países registraram 615 infecções.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG