Doações para Santa Catarina são suspensas temporariamente em SP

SÃO PAULO - O Gabinete de Segurança Urbana do Município de São Paulo e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil informam nesta segunda-feira que por tempo indeterminado está suspenso o recebimento de doações em produtos e alimentos às vítimas das enchentes de Santa Catarina. Serão mantidas as doações em dinheiro nas contas da Defesa Civil de Santa Catarina e o trabalho de voluntários junto à Defesa Civil de São Paulo, para triagem das doações já recebidas.

Redação |

Segundo a Defesa Civil de SP, os depósitos da Prefeitura da cidade têm mais de 500 toneladas de alimentos, produtos de higiene, água potável e colchões, que estão em processo de separação e classificação para o envio programado.

De acordo com o secretário-executivo da Coordenadoria de Segurança Urbana, Edsom Ortega, "os municípios mais atingidos pelas enchentes estão com um grande estoque destes itens e entram agora na fase onde a prioridade é serviços de infra-estrutura e de recuperação da região atingida, incluindo ações na área da saúde".

Até este fim de semana, a Defesa Civil da Cidade de São Paulo e a Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado de São Paulo já enviaram 50 caminhões, totalizando cerca de 810 toneladas de alimentos, produtos de higiene, roupas e colchões a Santa Catarina. As cidades beneficiadas foram Blumenau, Luiz Alves, Gaspar, Camburiú, Navegantes, Itajaí, Ilhota, Penha e Florianópolis.

"Solicitamos aos paulistanos que puderem que façam suas doações em dinheiro para as contas autorizadas e participem como voluntários Junto a Defesa Civil de São Paulo.  Neste momento, as necessidades imediatas  de alimentação, roupas, produtos de higiene pessoal e limpeza foram supridas", disse Ortega.

Buscas

Trinta e três homens da Força Nacional de Segurança partiram na manhã de hoje, do Aeroporto de Navegantes para o Complexo do Baú, em Ilhota, no Vale do Itajaí, informou a Secretaria de Comunicação de Santa Catarina. Com sete cães farejadores, eles retomaram as buscas por corpos de possíveis vítimas e verificarão a estabilidade do terreno.

A equipe deve permanecer na aérea até o fim do dia. Segundo a Defesa Civil catarinense, há pelo menos 21 pessoas desaparecidas em Ilhota. A cidade, onde foi decretado estado de calamidade pública, registrou 37 mortes até o momento, a maior parcela entre as 122 mortes provocadas pelas chuvas.

Estradas

Duas rodovias estaduais continuam totalmente interditadas em Santa Catarina nesta manhã, em decorrência de deslizamentos e quedas de barreiras provocadas pelas chuvas. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, das 13 rodovias estaduais danificadas, a SC-416, que liga Jaraguá do Sul a Pomerode, e a SC-431, em São Bonifácio, permanecem bloqueadas. Já a Polícia Rodoviária Federal informou que todas as estradas federais estão liberadas para o tráfego.

Veja também:

Leia mais sobre: Santa Catarina

    Leia tudo sobre: sc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG