Doações de leite materno caem até 50% no fim de ano em SP

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo convoca as mamães que estiverem amamentando para serem doadoras voluntárias de leite materno. As interessadas devem entrar em contato com o banco de leite mais próximo de sua residência.

Agência Estado |

Segundo informações da secretaria, durante as festas de Natal e Ano Novo e o período de férias, as doações caem entre 20% e 50%.

As potenciais doadoras devem estar em período de amamentação, ter boa saúde, não usar nenhum medicamento, não fumar, não ingerir bebidas alcoólicas, não utilizar nenhum tipo de drogas e ter os exames sorológicos do pré-natal em dia. De acordo com a secretaria, as interessadas devem fazer um pré-cadastro e passar por uma coleta de exames e avaliação médica. Estando apta para se tornar uma doadora, o banco de leite passa a retirar as doações na casa da doadora.

A mãe doadora recebe toda a orientação necessária para tirar e armazenar corretamente o leite em casa. "Nesta época, as doações caem porque as doadoras viajam para passar o Natal e Ano Novo. O intuito da doação é também incentivar e sensibilizar as novas mamães a se tornarem doadoras voluntárias", diz Maria José Guardia, coordenadora dos bancos de leite do Estado.

Em São Paulo, existem 50 centros especializados para coleta excedente de leite materno. A doação de leite humano, além de ajudar as crianças, beneficia também a própria doadora, que reduz o risco de câncer de mama e ovários, previne a osteoporose e volta ao peso mais rapidamente. O leite materno doado é pasteurizado, submetido a controle de qualidade e distribuído aos bebês impossibilitados de receber o leite do seio da mãe. A lista com todos os bancos de leite do Estado está no site www.fiocruz.br/redelh.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG