A gravação de um desesperado pedido de auxílio ao 911 de um membro do entorno de Michael Jackson foi divulgada nesta sexta-feira pelo Corpo de Bombeiros de Los Angeles.

Na gravação, uma voz masculina não identificada diz ao operador que as reiteradas tentativas de reanimar Jackson mediante massagem cardiopulmonar (CPR) haviam sido infrutíferas.

O interlocutor diz ao operador que o médico pessoal de Jackson - que, segundo alguns meios, estava sendo procurado nesta sexta-feira pela polícia - era a única testemunha do colapso do cantor.

Jackson, que foi declarado morto duas horas mais tarde depois de ter sido hospitalizado de emergência no UCLA Medical Center, nunca recuperou a consciência depois de sofrer parada cardíaca na casa em que vivia, no bairro exclusivo de Holmby Hills de Los Angeles.

Seguem trechos da conversação:

VOZ MASCULINA: "Temos uma pessoa aqui que precisa de ajuda e não está respirando. Não está respirando e estamos tentando uma massagem, mas não..."

OPERADOR: "Ok, de que idade?"

VOZ MASCULINA: "50 anos, senhor."

OPERADOR: "Não está consciente, não está respirando?"

VOZ MASCULINA: "Não está respirando"

OPERADOR: "E também não está consciente?"

VOZ MASCULINA: "Não está consciente, senhor."

OPERADOR: "Ok. Onde está agora?"

VOZ MASCULINA: "Está na cama, senhor."

OPERADOR: "Ponham-no no chão."

VOZ MASCULINA: "Ok"

OPERADOR: "Recomendamos o CPR. Estamos a caminho. Ajudaremos por telefone. Alguém o examinou?"

(CPR é a sigla em inglês para "Proteína C Reativa", um exame que detecta a quantidade dessa proteína no sangue. A Proteína C Reativa é um marcador de inflamação, ou seja, ela aparece em alta quantidade no sangue quando o corpo está sob algum processo inflamatório. Por isso ela pode ser utilizada para diagnosticar muitas coisas, como infecções, necrose de tecido, infarto, derrame...)

VOZ MASCULINA: "Sim, o médico pessoal."

OPERADOR: "O médico está aí?"

VOZ MASCULINA: "Sim, mas o paciente não está respondendo a nada."

OPERADOR: "Oh, ok. Estamos a caminho. Se for feito um CPR pedido por um médico, então é uma autoridade maior. Alguém foi testemunha do que aconteceu?"

VOZ MASCULINA: "Não. Só o médico, senhor."

OPERADOR: "Doutor, o senhor viu o que aconteceu?

VOZ MASCULINA: "Por favor..."

OPERADOR: "Estamos a caminho. Só estou fazendo as perguntas para facilitar os paramédicos a caminho".

VOZ MASCULINA: "Está fazendo massagem cardíaca, mas também não está respondendo, por favor".

OPERADOR: "Estamos chegando. Estamos a aproximadamente uma milha (1,6 km). Estaremos aí logo"

VOZ MASCULINA: "Obrigada, senhor".

rcw/aic/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.