Dívida pode desalojar pronto-socorro no interior de SP

Uma dívida de R$ 240 mil poderá desalojar o Pronto Socorro da cidade de Santa Branca (SP), no Vale do Paraíba. A juíza Adriana Vicentin determinou a ação de despejo por falta de pagamento, obrigando a desocupação do local, no máximo até amanhã.

Agência Estado |

O imóvel pertence à Santa Casa, que acionou judicialmente o município por falta de pagamento do aluguel desde novembro do ano passado.

A diretora de Saúde do município, Maria Lúcia Almeida, afirma que é uma situação política e acusa a direção da Santa Casa de não querer negociar com a prefeitura. "Foram exaustivas tentativas de negociação, mas não há como resolver isso", disse.

De acordo com a diretora, o prefeito Odair Leal, o "Peixinho", já está preparando outro local para o funcionamento do Pronto Socorro, mas antes vai tentar todos os recursos possíveis na Justiça. "O problema aconteceu no outro governo, quando a atual provedora da Santa Casa era a diretora de Saúde. Ela poderia já ter resolvido a situação", disse a atual diretora.

A ex-diretora, Maria Aparecida da Silva, disse que na época do contrato com a prefeitura, em novembro de 2008, ela já não era mais diretora, pois tinha se afastado do cargo em setembro. Também afirmou que houve apenas uma tentativa de acordo. "Não foi possível conversar. Acho que é uma questão pessoal e não política", disse.

A prefeitura informou que caso o pronto-socorro tenha de deixar o prédio da Santa Casa, o atendimento deve ser removido para o posto de saúde do Jardim São José. Os casos mais graves serão encaminhados para Jacareí.

LORENA

Em Lorena, os funcionários do Pronto-Socorro local estão parcialmente em greve para reivindicar o pagamento de salários atrasados há quase três meses. Há mais de uma semana, estão sendo feitos apenas atendimentos emergenciais na unidade.

O Instituto Sollus - entidade que administra o Pronto Socorro - afirma que a prefeitura deixou, há cerca de 3 meses, de repassar integralmente a verba necessária. Já a prefeitura afirma que o contrato com o instituto venceu em julho deste ano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG