BRASÍLIA - A dívida líquida do setor público caiu no mês de novembro passado para o equivalente a 35,7% do Produto Interno Bruto (PIB), o menor nível desde julho de 1998. Em janeiro deste ano a dívida representava 42% do PIB. Os números foram divulgados no Senado Federal nesta quinta-feira (18), pelo Banco Central, antecipando um balanço que é feito sempre em dezembro.

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, vai falar hoje pela manhã aos senadores na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) sobre a conjuntura econômica e os resultados da política monetária.

A assessoria do BC entregou aos senadores da CAE um documento  informando que apesar das intervenções feitas de US$ 53,4 bilhões em moeda estrangeira, de setembro para cá, para elevar a liquidez no mercado, a autoridade monetária só aplicou liquidamente US$ 9,8 bilhões de suas as reservas internacionais. O saldo das reserva do país na posição de 12 de dezembro eram de US$ 206,2 bilhões. 

Leia mais sobre: Banco Central

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.