Dívida de precatórios estaduais sobe 76% em 5 anos

SÃO PAULO - As dívidas dos 26 Estados e do Distrito Federal relacionadas a precatórios - resultantes de sentenças judiciais - aumentaram 76% em cinco anos, em termos reais, corrigidas pela inflação. O valor, que estava na casa dos R$ 20,6 bilhões no início de 2004, saltou para R$ 36,2 bilhões até o último cálculo consolidado, de abril de 2009.

Agência Estado |

SXC
São Paulo tem o maior saldo devedor
O levantamento, realizado pelo "Estado" com base nos relatórios de gestão fiscal das 27 unidades da Federação, mostra que São Paulo tem o maior saldo devedor. A dívida paulista saltou de R$ 11,5 bilhões em 2004 para a casa dos R$ 20 bilhões em 2009. O valor atual corresponde a 70% do total das dívidas estaduais. A evolução do saldo da dívida paulista em cinco anos bate na casa dos 72% - perto da média nacional.

O crescimento da dívida está relacionado a dois fatores principais - ritmo lento de pagamento e correção por juros altos. Os principais devedores não obedecem ao cronograma de pagamentos determinados pela Justiça. E boa parte dos precatórios é corrigida por juros de 12% ao ano, mais correção monetária.

Apenas seis Estados não devem precatórios. Segundo os relatórios de gestão fiscal, Roraima, Alagoas, Amazonas, Amapá, Goiás, Maranhão e Pará têm saldo zero. Em contrapartida, nos últimos cinco anos, entraram para o clube dos devedores Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rondônia e Tocantins. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre: precatórios

    Leia tudo sobre: dívidamunicípiosprecatórios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG