No ano passado, 173 pessoas por hora procuraram ajuda do Ministério da Saúde para parar de fumar. Há dois anos, as ligações em busca de informações para largar o vício estão em segundo lugar entre as recebidas pelo Disque Saúde (0800-61-1997).

Em 2007, 1.393.729 pessoas procuraram o serviço. Em 2008, até novembro, foram 1.385.983. Pesquisa recente do ministério, por meio do Instituto Nacional de Câncer (Inca), indica que 18,8% da população é fumante (22,7% dos homens e 16% das mulheres).

Em São Paulo, onde foi aprovada lei nesta semana que bane totalmente o fumo de locais públicos e privados fechados e parcialmente fechados, estima-se que existam 6 milhões de fumantes. O Disque Saúde é a porta de entrada da Ouvidoria-Geral do Sistema Único de Saúde (SUS) para apoiar fumantes que buscam meios para deixar de fumar por intermédio de uma intervenção rápida. Trata-se de uma abordagem psicológica que tenta mudar o comportamento do indivíduo com técnicas que levam as pessoas a obter mais rapidamente progressos sensíveis.

Com isso, o Ministério da Saúde espera reduzir a demanda por procura na rede pública de saúde para tratamento do tabagismo. O serviço tem atualmente uma central de teleatendimento com 160 funcionários, além do serviço de uma unidade de resposta audível. Os cidadãos são orientados por telefone e, caso haja necessidade, encaminhados a coordenações estaduais de combate ao tabagismo, por meio de ouvidorias estaduais, ou para o Inca.

Luísa Alcalde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.