Disputa no Senado não ameaça Temer, diz Chinaglia

O presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), afirmou na noite de hoje que a entrada do senador José Sarney (PMDB-AP) na disputa com o senador Tião Viana (PT-AC) pela presidência do Senado não põe em risco o acordo feito entre os dois partidos na Câmara em favor da candidatura do deputado Michel Temer (PMDB-SP) à presidência desta Casa. A disputa no Senado não vai tirar votos (de Temer) na Câmara, avaliou.

Agência Estado |

"Por parte do PT, não coloca em risco nenhum; na bancada do PT, não altera em nada", declarou Chinaglia. "Vai ganhar quem estiver mais bem organizado."

O deputado disse não acreditar que o fato de haver disputa na campanha pela presidência do Senado vá desorganizar a base governista no Congresso. "Todo mundo que entra na disputa pode ganhar ou perder, e podem culpar quem quer que seja", afirmou. Chinaglia evitou comentar as repercussões que a disputa poderá ter nas bancadas de outros partidos governistas.

O deputado petista disse considerar que a situação de Temer, na Câmara, já está "consolidada" e que, assim, deputados não mudarão o voto em função da disputa no Senado. "Sinceramente, não acredito, até porque cada candidato a presidente já tem grupos de apoio, coordenações de campanha."Enfatizando que não crê na possibilidade de derrota de Temer, Chinaglia declarou: "Não trabalho com muitos fantasmas na cabeça. Há compromisso de muitos deputados, começando pelos do PT, de apoiar Michel Temer."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG