Diretora é suspeita de receber Bolsa Família em Lindóia

A diretora de assistência social de Estância de Lindóia, interior de São Paulo, é suspeita de ter incluído o próprio nome na lista de beneficiados do programa Bolsa Família. Após a denúncia, Miriam Biccigo Melatto Godoy foi exonerada do cargo.

Agência Estado |

A exoneração foi feita anteontem pelo prefeito José Justino Lopes.

A prefeitura está investigando a irregularidade, e uma diretora substituta será nomeada para fazer todo levantamento de qualquer fraude no Bolsa Família. No site da prefeitura de Lindóia, a funcionária pública já não aparece como diretora municipal de assistência social e cidadania.

A denúncia de que ela recebe o dinheiro do Bolsa Família foi feita por moradores da cidade. Para receber o benefício, a pessoa precisa comprovar que a renda da família é de R$ 140 por pessoa. Porém, o salário da diretora era de R$ 1.778.

A prefeitura espera a cópia da ata da sessão da Câmara de Vereadores realizada em 28 de setembro e que será aprovada em 13 de outubro. Em seguida, será aberto o processo administrativo para dar total direito de defesa à servidora.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG