Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Diretor quer evitar que a fama perturbe as vidas dos alunos premiados em Cannes

Os alunos do colégio parisiense que atuaram no filme Entre les murs (Entre as paredes), Palma de Ouro do Festival de Cannes, devem continuar sendo estudantes, afirmou o diretor do estabelecimento, decidido a evitar que a fama suba à cabeça dos jovens.

AFP |

"Recebemos a Palma com muito prazer, com um grande sorriso. Estamos muito, muito contentes", disse à AFP o diretor do colégio Françoise Dolto, Jean-Claude Defaux.

AFP/Jean Ayissi
Prestígio do festival atraiu
multidão para o colégio
"Apesar do reconhecimento, os alunos não são estrelas. Estão muito bem no filme, mas já são formidáveis como adolescentes", afirmou.

Defaux disse que fará o possível para que a fama súbita não perturbe as vidas nem os ritmos escolares dos jovens.

"Cuidarei para que continuem sendo alunos. Alguns têm que fazer provas", lembrou.

Os adolescentes, que no domingo subiram ao palco de Cannes para receber o prêmio ao lado do diretor do filme, Laurent Cantat, passarão nesta segunda-feira no colégio, antes de retornar para suas casas e descansar, segundo Defaux.

"A recepção será feita com simplicidade", acrescentou.

Porém, o diretor da escola já admitiu que a tarefa não será fácil, pois muitos jornalistas aguardam a chegada dos adolescentes na porta da escola.

"Entre les murs" se passa em uma escola do ensino médio de Paris e mostra em particular a vida de um professor de francês com seus alunos de 14, 15 anos ao longo de um ano escolar.

O cineasta mantém a tensão constante para mostrar o relacionamento intenso diário entre professores submetidos a um desgaste permanente e adolescentes de todas as origens, com todas as suas mudanças de comportamento.

Leia mais sobre: Festival de Cannes

Leia tudo sobre: festival de cannes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG