Diretor ligado a Agaciel Maia pede exoneração a Sarney

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), aceitou hoje o pedido de exoneração do cargo do diretor de Recursos Humanos da Casa, João Carlos Zoghbi. Do grupo do ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia e, até há pouco, homem de confiança de Sarney, Zoghbi foi obrigado a renunciar à diretoria depois de divulgada a informação de que o apartamento funcional requisitado por ele, que tem casa própria, era utilizado por seu filho.

Agência Estado |

Zoghbi ficou conhecido no ano passado como o campeão do nepotismo, por empregar sete parentes na Casa, todos eles exonerados para atender a súmula do Supremo Tribunal Federal (STF) de agosto do ano passado. Já Agaciel Maia foi acusado de não ter declarado ao Fisco um imóvel que pode valer até R$ 5 milhões. Ele deixou do cargo de diretor-geral do Senado no início do mês.

Zoghbi havia comunicado ontem, por intermédio da Secretaria de Comunicação Social da Casa, a devolução do imóvel oficial que está à sua disposição desde 1999. Em nota, ele confirmou que mora na casa situada no Lago Sul, área nobre de Brasília. "Estando o imóvel parcialmente em condições de habitabilidade, a família passou a usá-lo precariamente, sem o desligamento total do imóvel funcional", afirmou. Segundo ele, "devido a problemas familiares ocorridos, por um período, a ocupação do imóvel funcional se restringiu a parte da família". A notícia foi publicada pelo jornal Correio Braziliense .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG