Diretor espanhol ganha homenagem em mostra de cinema mudo em SP

São Paulo, 5 ago (EFE).- O diretor espanhol Segundo de Chomón (1871-1929), considerado o pioneiro do cinema ibérico, receberá uma homenagem na 2ª Jornada Brasileira de Cinema Silencioso, que ocorre em São Paulo entre 7 e 16 de agosto, informou hoje o Instituto Cervantes.

EFE |

Nos dias 9, 11 e 15 de agosto haverá exibições do projeto "Universo Chomón", dirigido pelo catalão Jordi Sabatés e que condensa os destaques dentre os 300 filmes realizados no começo do século XX pelo cineasta espanhol, afirmou o instituto.

De Chomón foi pioneiro no cinema mudo e técnico de trucagens em filmes como "Cabíria" (1914), de Giovanni Pastrone (conhecido pelo pseudônimo de Piero Fosco), e "Napoleão" (1927), de Abel Gance.

Devido a sua qualidade técnica e criatividade, o diretor espanhol foi frequentemente comparado com o francês Georges Méliès e considerado um dos grandes do cinema de seu tempo. EFE wgm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG