Diretor do sindicato dos atores de Hollywood se demite em meio a polêmica

LOS ANGELES ¿ O diretor do sindicato dos atores de cinema e televisão dos Estados Unidos (SAG) renunciou ao cargo nesta segunda-feira, após duas semanas de discussões pelo lançamento de uma greve para obter pagamentos melhores dos estúdios, informou a revista Variety.

AFP |

A partida de Doug Allen, um dos principais negociadores do SAG, ainda não foi confirmada pelo sindicato, que reúne cerca de 120.000 membros e cujo convênio coletivo com a Aliança de Produtores de Cinema e Televisão (AMPTP, que representa os estúdios de cinema), venceu em junho de 2008.

O anúncio acontece duas semanas depois da direção do SAG se reunir a portas fechadas durante 30 horas para discutir a eventual convocação de uma greve, e que foi concluída sem que se chegasse a qualquer resultado concreto.

A imprensa especializada em Hollywood atribuiu a renúncia às divisões no seio da organização sindical, depois que a simples menção a uma possível greve dividiu os atores em dois grupos, defendendo ou atacando a iniciativa.

    Leia tudo sobre: greve em hollywood

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG