Tamanho do texto

O diretor do presídio de segurança máxima Penitenciária Dr. Serrano Neves Bangu III, coronel José Roberto do Amaral Lourenço, foi morto com vários tiros por volta das 9 horas na Avenida Brasil, na altura da entrada do Complexo de Gerincinó, no Rio, segundo informações da Polícia Militar.

Ainda não há informações sobre como teria ocorrido a execução.