Diretor de nova aventura de 007 diz que não queria dirigir o filme

VIENA - Marc Forster, diretor do novo filme do agente secreto britânico James Bond, 007 Quantum of Solace, rejeitou a princípio a oferta para realizar este trabalho, reconheceu em Bregenz, na Áustria.

EFE |

Em declarações divulgadas hoje pela agência austríaca "APA", o diretor suíço afirmou que a oferta dos produtores para dirigir o filme pareceu boa, mas que ele não queria assumir o controle do projeto.

Mais tarde, após várias "reflexões e conversas", Forster disse que decidiu seguir a máxima do cineasta Orson Welles, de que "um diretor deve dirigir um filme comercial uma vez na vida".

Forster, que terminou a gravação das cenas em Bregenz, afirmou que após aceitar a oferta recebeu "mais ligações telefônicas e mensagens de celular" do que quando foi indicado ao Oscar por "Em busca da Terra do Nunca".

Já o ator Daniel Craig, que interpreta o agente 007 pela segunda vez, disse à emissora estatal "ORF" que as cenas rodadas na cidade austríaca são "momentos decisivos" na trama do filme.

Em Bregenz, Bond descobre o plano dos vilões do filme para controlar o fornecimento de água potável do planeta.

Na gravação, foram incluídas cenas da ópera "Tosca", rodadas com 1.500 figurantes no espetacular palco do lago de Constança do Festival de Música de Bregenz.

Leia mais sobre 007

    Leia tudo sobre: 007

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG