Diretor da USP em São Carlos vence 1º turno para reitor

O diretor do Instituto de Física de São Carlos, o cientista Glaucius Oliva, foi o vencedor do primeiro turno das eleições para reitor da Universidade de São Paulo (USP). Ele recebeu ontem 756 dos 2.827 votos válidos.

Agência Estado |

Em segundo lugar ficou o diretor da Faculdade de Direito, João Grandino Rodas, com 643, e em terceiro, o pró-reitor de pós-graduação, Armando Corbani, com 423.

"Esse resultado mostrou uma sintonia com o nosso projeto", afirmou Oliva. "Agora vamos começar tudo de novo no segundo turno." Ele afirmou que, se eleito, pretende criar um blog para melhorar o diálogo do reitor com a universidade.

Em entrevista ao Estado , em julho, Oliva defendeu que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) substituísse, em alguns cursos, a primeira fase da Fuvest. Também disse que os professores da USP "precisam aprender a se comunicar com a imprensa".

Votaram na eleição 1.641 pessoas - um índice de abstenção de 15%. Cada eleitor podia escolher até três nomes. O primeiro turno determina uma lista com oito candidatos ao cargo, já que todos os professores titulares da USP podem receber votos. No dia 10, um colégio eleitoral menor escolherá a lista tríplice que vai ser enviada ao governador José Serra (PSDB).

Completam a lista dos oito o professor do Instituto de Matemática e Estatística Francisco Miraglia (295 votos), a diretora da Faculdade de Educação, Sonia Penin (272), o pró-reitor de cultura e extensão Ruy Altafim (202), o coordenador da Comunicação Social Wanderley Messias (167) e o diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Sylvio Sawaya (69). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

Leia mais sobre: USP

    Leia tudo sobre: usp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG