Diretor brasileiro Eduardo Coutinho apresenta novo documentário em Lisboa

Lisboa, 23 out (EFE).- O diretor Eduardo Coutinho, um dos principais documentaristas do Brasil, apresentou hoje sua produção mais recente, Jogo de Cena, na sexta edição do festival português de documentários, o DocLisboa 2008.

EFE |

Coutinho, vencedor da Alhambra de Ouro por Melhor Longa-Metragem no 2º Festival de Granada Cinemas do Sul de 2008, disse hoje à agência Efe que seu filme trata da "representação da ambigüidade".

Em "Jogo de Cena", o décimo longa-metragem do diretor, ele combina documentário com ficção ao narrar as histórias reais de 23 mulheres.

O filme, já exibido em importantes festivais internacionais como o de Tribeca, em Nova York, terá suas próximas projeções em Havana e Amsterdã, segundo confirmou Coutinho.

O cineasta brasileiro, de 75 anos, também analisou a situação do gênero e falou sobre o uso da tecnologia digital, que provocou uma explosão de produções de qualidade duvidosa.

"Muitas coisas ruins estão sendo feitas. Deve-se desconfiar dessa técnica que facilita tanto o trabalho, porque o importante para realizar filmes é sentir e pensar", disse Coutinho, que afirmou que o objetivo de seus longas-metragens é encontrar o "singular" nas pessoas comuns.

"Minhas obras falam de vida e morte, de sexo, amor e família", disse.

O veterano diretor revelou que está montando seu novo trabalho, sobre um grupo de atores que preparam em três semanas uma peça de teatro "impossível".

"É um desafio muito grande porque o filme não inclui entrevistas, que são minha especialidade", afirmou Coutinho, que antecipou que o título provisório do filme é "Antes da Estréia" e estará pronto entre março e abril de 2009. EFE atc/ab/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG