Dirceu defende Carvalho para cargo de presidente do PT

O ex-ministro e deputado cassado José Dirceu defendeu hoje, no Rio de Janeiro, que o chefe de gabinete do presidente Lula, Gilberto Carvalho, substitua o deputado federal (PT-SP) Ricardo Berzoini na presidência do Partido dos Trabalhadores nas eleições internas marcadas para outubro deste ano. Em discurso no seminário estadual da corrente petista Construindo um Novo Brasil (CNB), realizado em um clube da zona norte do Rio, Dirceu defendeu a união interna do partido com o nome de Carvalho e apelo para que o presidente Lula libere o auxiliar para que ele concorra na chapa da CNB, o antigo Campo Majoritário.

Agência Estado |

"Insisto para que o presidente Lula libere Gilberto Carvalho para ser o presidente do PT", defendeu Dirceu.

Aplaudido de pé pelos militantes antes de iniciar seu discurso, Dirceu defendeu a necessidade de fortalecer a união do partido em torno da candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, à presidência em 2010. No entanto, ele ressaltou que a pré-candidata tem que "pactuar" com o partido e o programa de governo. Dirceu afirmou que o ponto de partida deve ser um balanço do governo Lula para chegar a um projeto do PT no poder "para a próxima década".

Dirceu comparou Lula a líderes como os ex-presidentes Juscelino Kubitschek e Getúlio Vargas - "que só surgem a cada 50 anos" - e, referindo-se aos altos índices de popularidade de Lula, afirmou que o segundo turno em 2006 fez com que o partido saísse mais forte e chegar a 2010 "numa outra condição".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG