BRASÍLIA (Reuters) - Samuel Pinheiro Guimarães Neto, que ocupava o cargo de secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, tomou posse nesta terça-feira como ministro de Assuntos Estratégicos, assumindo o cargo que foi de Roberto Mangabeira Unger até junho. Na cerimônia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou a Guimarães que repense formas de modernizar a estrutura do Estado e reiterou a importância do comando estatal na economia.

"Se tem uma coisa extraordinária que essa crise econômica permitiu é que não é possível um país sobreviver se o Estado for débil e fraco e o mercado for forte", disse Lula.

A indicação, assim como a de Mangabeira, é do PRB (Partido Republicano Brasileiro), legenda do vice-presidente José Alencar.

O diplomata carioca de 69 anos ocupava o posto de secretário-geral desde o início do governo Lula, em 2003.

Nacionalista, combateu a Alca, tentativa de criação pelos Estados Unidos de um mercado comum nas Américas, que para ele significava a renúncia brasileira à soberania. Autor de mais de uma dezena de livros, foi eleito Intelectual do Ano em 2006 pela União Brasileira de Escritores.

Entre as funções do ministério estão o planejamento de longo prazo e a discussão de opções estratégicas para o país.

Em seu lugar na pasta comandada por Celso Amorim deve assumir Antonio Patriota, até agora embaixador do Brasil em Washington.

(Reportagem de Natuza Nery)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.