Dilma vai depor na 3ª na ação judicial sobre mensalão

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, prestará depoimento no próximo dia 20 de outubro no processo judicial que apura o esquema do mensalão. Dilma foi indicada como testemunha de defesa do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, e do ex-líder do PP José Janene.

Agência Estado |

Além dela, outras autoridades foram arroladas como testemunhas no caso, entre elas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o vice-presidente, José Alencar.

O depoimento deverá ocorrer na sede provisória da Presidência da República, que está funcionando no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília. A ministra será ouvida pela juíza da 12ª Vara Federal de Brasília.

O caso do mensalão tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) desde julho de 2005. A denúncia contra os 40 suspeitos de envolvimento no esquema foi recebida pelo STF em agosto de 2007 e, então, foi aberta ação penal. Recentemente, a Corte divulgou a informação de que o presidente Lula havia sido arrolado como testemunha de defesa por dois réus no processo, Jefferson e Janene. José Alencar será testemunha do deputado federal Valdemar da Costa Neto (PR-SP).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG