Dilma vai ao RS ver de perto estragos das chuvas

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, vai ao Rio Grande do Sul no próximo sábado para ver de perto a situação de 48 municípios atingidos pelas chuvas. O Estado já registra oito mortes.

Agência Estado |

Dilma vai acompanhada de representantes de seis Ministérios: Integração Nacional, Transportes, Cidades, Saúde, Educação e Agricultura. A ministra se reuniu hoje com os ministros da Agricultura, Reinhold Stephanes, dos Transportes, Alfredo Nascimento, e da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, para fazer as primeiras avaliações.

Segundo a ministra, não há limites para a liberação de recursos para ajudar as vítimas das chuvas na região e na melhoria das cidades atingidas. "Nós temos dinheiro para resolver esse problema. E isso é uma orientação do presidente Lula", afirmou.

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, disse que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNITT) já trabalha na recuperação de um trecho da BR 116, entre Novo Hamburgo e Nova Paraíso, que sofreu danos provocados pelas chuvas. Ele avalia que em um mês o trânsito na área voltará ao normal.

Mortes

Chega a oito o número de mortes causadas pelas chuvas no Estado, segundo a Defesa Civil. Um homem morreu na manhã de hoje após ser atingido por um raio, em Santo Antônio das Missões. Segundo a Defesa Civil, ele andava a cavalo quando foi atingido. O cavalo também morreu.

Mais três cidades, Caçapava do Sul, Manoel Viana e Cerrito, decretaram situação de emergência por conta dos temporais. A Defesa Civil Estadual contabiliza 48 municípios em estado de emergência.

De acordo com o balanço divulgado hoje, mais de 14 mil pessoas foram atingidas pelas chuvas. Deste total, 4.035 estão desabrigados e outros 10.676 estão desalojados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG