A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, foi à sede provisória do governo Lula nesta quinta-feira no mesmo momento em que o presidente recebia a cúpula do PSB. No entanto, a ex-ministra disse que foi tomar um ¿cafezinho¿ com a primeira-dama, dona Marisa, com quem se aconselha, e aproveitou para dar um abraço no presidente Lula. " / A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, foi à sede provisória do governo Lula nesta quinta-feira no mesmo momento em que o presidente recebia a cúpula do PSB. No entanto, a ex-ministra disse que foi tomar um ¿cafezinho¿ com a primeira-dama, dona Marisa, com quem se aconselha, e aproveitou para dar um abraço no presidente Lula. " /

Dilma vai à sede do governo Lula, mas não fala sobre encontro com cúpula do PSB

http://images.ig.com.br/ult_us/selo_eleicoes.jpg align=leftA candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, foi à sede provisória do governo Lula nesta quinta-feira no mesmo momento em que o presidente recebia a cúpula do PSB. No entanto, a ex-ministra disse que foi tomar um ¿cafezinho¿ com a primeira-dama, dona Marisa, com quem se aconselha, e aproveitou para dar um abraço no presidente Lula.

Andréia Sadi, iG Brasília |

Oficialmente, os governadores Eduardo Campos (PE) e Cid Gomes (CE) foram ao presidente tratar da Transnordestina. Mas, nos bastidores, falaram da disputa presidencial. Dilma Rousseff esteve no CCBB entre as 17h40 e as 19 horas. Quando chegou, Lula estava reunido com ministros, governadores e técnicos tratando da obra da ferrovia. Em seguida, Lula se encontrou com governadores do PSB, mesmo partido de Ciro Gomes, que continua na disputa presidencial, para irritação do Planalto, que considera que sua presença atrapalha a subida de Dilma nas pesquisas.

Hoje, o irmão de Cid, o deputado federal Ciro Gomes foi chamado para uma conversa com o presidente do partido e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, na casa do vice-presidente nacional da legenda, Roberto Amaral. A cúpula do PSB acredita que convenceu o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) a não mais insistir em sua candidatura a presidente da República .

Os dois argumentaram que o PSB precisa começar a fechar seus palanques estaduais e que a candidatura própria estava atrasando esse processo. Após o encontro na casa de Roberto Amaral, Ciro foi almoçar em uma churrascaria em Brasília com sua mãe, Ana. Depois, ele viajou para São Paulo e não quis falar com a imprensa. Contatado pelo iG por telefone, Ciro atendeu educadamente, mas insistiu que nada falaria sobre sua candidatura.

Mais tarde, o deputado divulgou uma nota. Disse que não desistirá da candidatura e que, se o partido não quiser candidatura própria,  que assuma o ônus da decisão .

Leia também:

Leia mais sobre Ciro Gomes  - Eleições 2010

    Leia tudo sobre: eleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG