Dilma troca elogios com Ciro e critica gestão FHC

FORTALEZA - A ministra da Casa Civil, Dilma Roussef (PT-SP), e o deputado federal, Ciro Gomes (PSB-CE) trocaram elogios nesta quinta-feira, na inauguração dos trechos dois e três do Eixão das Águas, em Pacajus, na região metropolitana de Fortaleza.

Agência Estado |

Dilma foi descrita por Ciro como "a mais competente auxiliar do presidente Lula". Em seguida, o deputado pediu que o ministro da Integração, Geddel Vieira (PMDB-BA), também presente à cerimônia, o desculpasse por pensar assim.

A ministra retribuiu, afirmando ser Ciro "um grande companheiro". "O melhor companheiro do primeiro governo do presidente Lula", disse Dilma.

Já em tom de candidata, Dilma fez críticas indiretas ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao falar na crise financeira, dizendo que agora o Brasil é respeitado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). "Antes, tínhamos uma relação de submissão", atacou.

Principais nomes dentro da base aliada para disputar a Presidência da República em 2010, Dilma e Ciro estiveram lado a lado dividindo os louros da obra que leva água do açude Castanhão para o sistema de abastecimento da Grande Fortaleza e para o Complexo Industrial do Pecém.

A data, 19 de Março, é emblemática para os cearenses. É Dia de São José, santo padroeiro do Ceará e, na tradição nordestina, o responsável por boas chuvas na região. Dilma também ganhou afagos de Geddel Vieira, que a apontou como "um exemplo de dedicação e persistência". O ministro da Integração também anunciou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) como a marca do segundo governo Lula.

Em seu discurso, a ministra Dilma afirmou que, apesar de seis meses de crise financeira mundial, o governo federal tem hoje uma reserva de US$ 200 bilhões para garantir todas as obras do PAC e ainda acrescentar outras. "A crise é forte; é grave. Mas estamos fortes para enfrentá-la. Temos armas para enfrentá-la", disse, apontando a redução nas taxas de juros como uma dessas armas. "O Brasil é o país que melhor sairá desta crise", afirmou.

Dilma anunciou a construção de um milhão de casas populares. O que segundo ela é um desafio, mesmo reconhecendo que o déficit habitacional no País é de 7,5 milhões de moradias. Ela também assinou a ordem de serviço para a construção do penúltimo trecho do Eixão.

Ciro também elogiou o presidente, comparando Lula aos ex-presidentes Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek. Ele agradeceu pelo que o governo federal tem feito pelo Ceará - Estado governado atualmente pelo irmão dele, Cid Gomes (PSB), e cobrou outras obras prometidas, como a conclusão de obras da usina de urânio de Itataia e a transposição das águas do Rio São Francisco.

Vice

No final do evento, Ciro se recusou a falar sobre sucessão presidencial e saiu sem falar com os jornalistas. Dilma, por sua vez, esquivou-se de responder se Ciro seria um bom vice. "Essa questão da sucessão presidencial começa em 2010. A imprensa pode até querer antecipar essa agenda. Eu não quero. Sobre o deputado Ciro Gomes, posso falar dele do ponto de vista de companheiro. Eu respeito ele. Estive com ele em situações difíceis e em situações fáceis. O deputado Ciro consegue ser melhor nas difíceis do que nas fáceis. Além de ser um amigo", disse a ministra.

Leia mais sobre: Dilma

    Leia tudo sobre: dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG